Como escrever um artigo para uma revista científica*

Publicar em uma revista de reputação com revisão por pares deve ser a meta de todo pesquisador. O objetivo deste trabalho é prover orientações para auxiliar na preparação de manuscrito para uma revista científica.

A habilidade de escrever um manuscrito melhora com a prática e uma ajuda considerável pode ser obtida solicitando a outros, especialmente aqueles que têm publicado, que critiquem e revisem os rascunhos.

A tarefa de escrever um manuscrito pode parecer mais fácil se cada seção é vista como uma tarefa separada.

Estrutura e conteúdo de um manuscrito:

Um manuscrito é tipicamente composto de um número de seções:

–         resumo;

–         palavras-chave;

–         introdução;

–         métodos;

–         resultados;

–         discussão;

–         conclusões; e

–         referências.

A questão da pesquisa, a qual é posta como uma necessidade da introdução, deve ser respondida no início da discussão.

Título:

Deve incluir todas as palavras essenciais na ordem correta de forma que o tópico do manuscrito seja preciso e totalmente coberto (e.g. claramente relacionado ao propósito do estudo). Evite títulos longos (o comprimento recomendado é entre 10 e 12 palavras) e aqueles que iniciam com palavras redundantes tais como “Um estudo de…”

Resumo:

–         Expor:

§        A questão colocada (tempo presente)

§        O que foi feito para responder a questão (tempo passado) – delineamento da pesquisa, população estudada, variáveis dependentes e independentes

–         Achados que respondem a questão (tempo passado) – os resultados mais importantes e evidências (dados) apresentadas em ordem lógica

–         A resposta para a questão (tempo presente)

Se útil, e onde o limite de palavras permitir, incluir:

–         Uma ou duas sentenças de informação teórica (colocada no início)

–         Uma implicação ou uma especulação baseada na resposta (tempo presente, colocada no fim)

O truque para produzir um resumo claro é providenciar detalhes suficientes para demonstrar que o delineamento do estudo foi bom e que a evidência da resposta da questão é forte.

Palavras-chave:

Identificar as palavras-chave que representam as idéias principais do trabalho.

Introdução:

O propósito da introdução é estimular o interesse do leitor e providenciar informação teórica pertinente ao estudo. A exposição da questão da pesquisa é a parte mais importante da introdução.

Suporte teórico do tópico (tempo passado)

–         O que se conhece ou se acredita sobre o tópico

–         O que ainda é desconhecido ou problemático

–         Achados de estudos relevantes (passado)

–         Importância do tópico

Exposição da questão de pesquisa

–         Diversas formas podem ser usadas para sinalizar a questão de pesquisa, e.g.,

§        “Determinar se…”

§        “O propósito deste estudo foi…”

§        “Este estudo testou a hipótese que…”

§        “Este estudo foi realizado para…”

Abordagem utilizada para responder a questão (passado)

As referências citadas deveriam ser aquelas mais válidas e mais disponíveis. Artigos em revistas com revisão por pares satisfazem ambos os critérios.

Métodos:

A principal consideração é assegurar que detalhes suficientes sejam providenciados para verificar os achados e para permitir replicação.

Delineamento do desenho experimental

Sujeitos

–         Métodos de amostragem e recrutamento;

–         Número de sujeitos;

–         Justificativa do tamanho da amostra;

–         Critérios de inclusão, exclusão e retirada;

–         Métodos de alocação para os grupos do estudo.

Variáveis

–         Independente, dependente, estranha (geradora de confusão), controlada.

Estudos piloto

–         Resultados de quaisquer estudos piloto que tenham conduzido à modificações no estudo principal.

Material

–         Equipamento, instrumentos ou ferramentas de medição (incluindo número do modelo e fabricante).

Procedimentos

–         Descrição detalhada, em ordem cronológica, do que exatamente foi feito e por quem.

Considerações éticas

Redução dos dados e análises estatísticas

–         Método de calcular variáveis derivadas, lidando com valores marginais e dados ausentes.

–         Métodos usados para resumir os dados (tempo presente)

–         Programa estatístico (nome, versão ou número de liberação);

–         Testes estatísticos (citar referência para testes usados menos comumente) e o que foi comparado;

–         Valor da probabilidade alpha crítica (p) em que as diferenças foram consideradas ser estatisticamente significantes.

Resultados:

Esta seção tem duas funções: apresentar os resultados (tempo passado) dos procedimentos descritos nos métodos e apresentar as evidências, que são os dados (na forma de texto, tabelas ou figuras), que suportam os resultados. Algumas revistas combinam os resultados e a discussão em uma única seção.

Tabelas e figuras são freqüentemente usadas para apresentar detalhes enquanto a seção narrativa dos resultados tende a ser usada para apresentar os achados gerais. Tabelas e figuras claras provêem um meio visual muito poderoso de apresentar os dados e devem ser usadas para complementar o texto, mas ao mesmo tempo devem ser capazes de ser entendidas em isolamento.

Exposição dos resultados provêem a mensagem, ou seja, eles interpretam os dados. Dados raramente são apresentados isolados, eles são fatos, freqüentemente números, os quais podem ser apresentados em sua forma bruta, resumidos (e.g. médias) ou transformados (e.g. percentagens, razões).

A ordem de apresentação dos resultados deve ser ou cronológica para corresponder aos métodos ou dos mais para os menos importantes. O planejamento cuidadoso das tabelas e figuras é importante para assegurar que sua seqüência conte uma história.

Discussão:

A discussão deve ser considerada o coração do trabalho e invariavelmente requer diversas tentativas de escrita. Serve para responder a(s) questão(ões) postas na introdução, explicar como os resultados apóiam as questões e como as respostas se adequam com o conhecimento existente sobre o tópico.

–         Respostas às questões postas na introdução junto com qualquer suporte, explicação e defesa das respostas (tempo presente) com referência a literatura publicada.

–         Explicações de qualquer resultado que não sustente as respostas.

–         Indicação da originalidade/unicidade do trabalho.

–         Explicações de:

§        Como os achados concordam com os de outros autores.

§        Quaisquer discrepâncias dos resultados de outros autores.

§        Achados inesperados

§        Limitações do estudo que podem afetar a validade do estudo ou a generalização dos achados do estudo.

–         Indicação da importância do trabalho (e.g. sua aplicação prática)

–         Recomendações para pesquisas futuras

Se mais de uma questão foi levantada na introdução, então todas devem ser respondidas na discussão.

Apóie as respostas com referência aos trabalhos publicados sempre que possível. Para defender a resposta, explique porque ela é mais satisfatória que outras respostas e porque outras respostas são insatisfatórias.

Um resumo conciso das principais implicações dos achados deve ser providenciado a despeito da significância estatística. Quando discutir as implicações, use verbos que sugiram alguma incerteza tal como “sugere”, “indica” ou “sinaliza”.

Conclusões:

Esta seção deve compreender uma breve explicação dos principais achados e implicações do estudo. Não é função desta seção resumir o estudo; este é o propósito do resumo. Novas informações não devem ser incluídas nas conclusões.

Mais informações sobre metodologia da pesquisa? Clique aqui!

Outras postagens de Arley Costa

VOLTAR


* Extrato do artigo: Jenkings S. 1995. How to write a paper for a scientific journal. Australian Journal of Physiotherapy, 41(4): 285-289. Tradução por Arley Costa.

6 comentários sobre “Como escrever um artigo para uma revista científica*

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s