democracia, mídia, política

O bom jornalismo não cala a boca!

Autor: Andrew Costa[*]

Hoje pela manhã, perguntado sobre os indícios de interferência na Polícia Federal para proteger seus filhos e aliados políticos de serem investigados e punidos por seus crimes, Bolsonaro perdeu a cabeça, deu chilique e gritou com jornalistas no Palácio da Alvorada repetindo por várias vezes de forma agressiva: “cala a boca”.

Para quem conhece um pouco de história, o fato lembra muito o dia em que o general Newton Cruz não só mandou calar a boca como agrediu fisicamente o jornalista Honório Dantas da Rádio Planalto durante a ditadura militar. As cenas revoltantes de violência e autoritarismo aconteceram diante de câmeras e estão hoje disponíveis na internet para quem quiser ver.

No último domingo, o jornalista Dida Sampaio e toda a equipe do seu jornal também foram covardemente agredidos por fanáticos bolsonaristas em uma manifestação inconstitucional e anti-democrática contra o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal apoiada pelo presidente em Brasília.

Minha solidariedade aos jornalistas agredidos física e moralmente diariamente por Bolsonaro e seus seguidores alucinados desde que esse pária assumiu o poder. A ditadura militar, que o presidente defende, torturou e assassinou muitos de nós. A memória de Vladimir Herzog está presente e não vai morrer. Não vamos tolerar o ascenso da violência contra profissionais do jornalismo novamente. 

Jornalista Vladimir Herzog.

O brilhante Millôr Fernandes dizia: “Jornalismo é oposição”. E é isso mesmo. É fiscalizar o poder, é a busca por tornar a verdade pública. Até mesmo o empresário conservador e anti-comunista William R. Hearst, alguém por quem não tenho qualquer admiração, já dizia no século passado: “Jornalismo é publicar aquilo que alguém não quer que se publique. Todo o resto é publicidade”.

A liberdade de expressão e a prática do jornalismo são fundamentais para qualquer sociedade democrática. Não à toa jornalistas são um dos primeiros a serem perseguidos e assassinados na implementação de ditaduras e regimes ditatoriais. Procura no Google o que o ditador da Arábia Saudita fez com o jornalista Jamal Khashoggi em sua embaixada na Turquia agora mesmo em 2018.

O jornalismo e a liberdade de expressão precisam ser defendidas e protegidas. Hoje mais do que nunca. Sem elas as democracias morrem. Não se cale enquanto jornalistas são atacados. Lembre das palavras de Brecht. Se importe! Porque amanhã pode ser você o perseguido. E pior: pode ser que não tenha mais ninguém para se importar.

#EuNãoMeCalo

[*] Andrew Costa é jornalista formado pela Universidade Federal Fluminense.

Padrão

4 comentários sobre “O bom jornalismo não cala a boca!

  1. Anônimo disse:

    É como alguém disse: “Quem não se levantar para acender a luz, não pode reclamar do escuro”. A liberdade de expressão, o direito de comunicar a sociedade é para o jornalista a alma do bem-estar propriamente dita. A imprensa deve ser livre e sem medo de dizer a verdade. O jornalismo jamais será silenciado. #luta #responsabilidade #verdade #luz #respeito …

  2. Eronilde Guimarães Barbosa disse:

    Até hoje as histórias da Ditadura militar me assombra, leio constantemente sobre a vida de Dora, ou melhor, Maria Auxiliadora de Lara Barcelos , me entristeço em ver que ainda existam pessoas que admiram alguém que compartilha de tais ideologias. Existem algumas frases de Dora, que exprime todos os horrores de uma Ditadura” Visitaram meu cantos mais íntimos, me pisaram, me cuspiram.me despedaçaram em mil caquinhos…foram intermináveis dias de Sodoma…”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s